Entre em contato!
(11) 3423-8896
(11) 97602-3862
(11) 99435-8699

Equoterapia e Equitação Lúdica

Equoterapia

“A Equoterapia é um método terapêutico, holístico, que utiliza os recursos fornecidos pelo cavalo, dentro de uma abordagem interdisciplinar, montado ou não, buscando um desenvolvimento biopsicossocial do indivíduo.” (Gabriele Walter)

“Habilita, reabilita, previne e educa o praticante de forma global”

“Tem sua origem na Europa onde é aplicado de forma ampla a nível clinico e escolar.”

É um método científico reconhecido em 1998, pelo Conselho Federal de Medicina e em 2008 pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Em 1989 é formada a Associação Nacional de Equoterapia – ANDE Brasil, com sede em Brasília, que oficializa a prática da Equoterapia no Brasil.

 

Equitação Lúdica

É uma atividade desenvolvida ao ar livre, na qual a criança, entre 2 e 10 anos, realiza atividades lúdicas junto com o cavalo, aprimorando seu processo evolutivo. Os principais objetivos são estimular o desenvolvimento global e a qualidade de vida, possibilitando melhorias físicas, mentais e comportamentais. Evidenciam-se as potencialidades de cada um, resultando na autoconfiança do praticante.

Essa prática é direcionada a crianças com desenvolvimento regular indicada para melhorar a postura, coordenação motora, equilíbrio, desempenho educacional, disciplina, identificação social e espacial, autoestima e autoconfiança, contribuindo para a formação do caráter da criança.

O resultado positivo da equitação lúdica ocorre porque no início da infância, o cérebro está em desenvolvimento intenso. A criança montada no cavalo recebe estímulos cerebrais devido aos movimentos automáticos de adaptação do seu corpo ao movimento do animal. Durante a montaria são usados diversos recursos para estímulo global, como brinquedos e jogos educativos, além de ter o cavalo como referencial, buscando conhecer seus limites e fortalezas.

Permite-se ao praticante alimentar e higienizar o cavalo e através desse manejo perceber que o animal tem necessidades parecidas com as dele. Ao conduzir seu cavalo, descobre uma sensação nova, de poder e controle ou desafio, que estimula a autoestima. A partir dessa experiência nasce uma amizade verdadeira entre cavaleiro e cavalo.